Educação


Educação Imprimir E-mail

    A educação é prioridade para o exercício de outros direitos de cidadania. Por isso, Vanderlei Siraque defende uma política educacional inspirada nos valores humanos fundamentais, como democracia, solidariedade, justiça, liberdade e respeito. O acesso a um serviço de Educação pública de qualidade é um direito de todos. A melhora sistemática e contínua da qualidade educacional e a valorização do conhecimento e respeito ao aluno implica em adotar métodos que contemplem o conhecimento local, o respeito à diversidade de gênero, orientação sexual, raça e etnia, pessoa idosa, pessoa com deficiência e população em situação de rua. A política educacional deve ser inclusiva, de modo que todos tenham acesso ao conhecimento e, por meio dele, tenham capacidade para entender e transformar suas realidades e alcançar a emancipação.

    No Estado de São Paulo, a realidade é vergonhosa, pois há queda na qualidade de ensino, inexistência de incentivo à formação continuada dos profissionais da educação, demissão de professores, aumento do número de alunos por sala de aula, violência nas escolas, arbitrariedade e desmandos das direções, sucateamento da escola pública, não cumprimento da Constituição e da legislação referentes à educação, desvio dos recursos públicos, falta de vagas públicas para o ensino infantil e de incentivo à gestão participativa. 

   Há também grande número de analfabetos funcionais, em decorrência da progressão automática nas escolas públicas e da abertura de escolas particulares, especialmente de ensino superior, sem os mínimos requisitos necessários.

 

Propostas apresentadas no II Congresso do Mandato

 

 Veja as propostas apresentadas no I Congresso do Mandato do Deputado Vanderlei Siraque na área da Educação

  

Propostas na área de Educação já discutidas no mandato  ||  Propostas do Plano de Governo 2008

 

 Veja síntese da pesquisa do IBGE sobre atraso escolar, instrumentação e salário feminino e educação e morte na infância. Clique aqui e visualize o documento (Pdf).

Saiba por que a Universidade do ABC deve existir.

Veja o projeto 9962/2004 que institui a Universidade Federal do ABC.

  

MEC divulga Raio- X do professor brasileiro

   Grande parte dos professores brasileiros, responsáveis pela educação de 57, 7 milhões de pessoas, tem uma média salarial bem abaixo de outras profissões. Esta informação é resultado da pesquisa 'Estatísticas dos Professores no Brasil', desenvolvida pelo MEC (Ministério da Educação) e que inclui dados de 1991 a 2002.

   O estudo mostra que um professor de Educação Infantil ganha, em média, R$ 423 por mês. Deste que é o menor salário de professor, se comparado com o de um juiz, a diferença chega a ser 20 vezes menor.

   A pesquisa constatou que podem faltar docentes nos próximos dez anos, caso não sejam adotadas medidas para valorizar a categoria e incentivar o ingresso de novos profissionais. Leia mais sobre a pesquisa. Clique Aqui

_________________________________________________

Internet tem informações de escolas públicas

   O INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) Anísio Teixeira disponibiliza em seu site www.inep.gov.br informações de todas as escolas públicas da educação básica. O sistema - chamado Dataescolabrasil - permite a obtenção de dados por unidade escolar.

_________________________________________________

Pesquisa nas escolas

   Há, no Estado de São Paulo, a lei 10.522/2000, que institui o desenvolvimento de pesquisa nas escolas estaduais. De iniciativa do deputado estadual Vanderlei Siraque, a legislação determina que os alunos de escolas públicas de Ensino Médio elaborem pesquisas sobre temas de interesse direto do cotidiano deles e da comunidade onde a unidade escolar estiver inserida.

   Poderão ser temas das pesquisas: a história do bairro, as religiões e movimentos sociais existentes na comunidade, propostas para melhorar a qualidade de vida dos moradores e para a transformação da realidade do entorno escolar, índice de desemprego e violência, entre outros. Segundo Siraque, o objetivo é despertar nos alunos e professores o interesse pelos problemas sociais existentes no bairro e integrar a escola e a comunidade. "O estímulo ao desenvolvimento de um olhar crítico sobre o mundo existente do outro lado dos muros das escolas vai tornar o jovem um agente participativo, fiscalizador e capaz de apresentar propostas para a melhoria da qualidade de vida do bairro onde mora", afirma Siraque.

_________________________________________________

Secretaria de Educação não cumpre lei
   Apesar de a Lei nº 10.522 ter sido aprovada pelo governador do estado de São Paulo há mais de um ano, a Secretaria do Estado da Educação ainda não implementou a lei nas escolas. Para cobrar o cumprimento, Siraque enviou um requerimento de informação ao secretário de Educação, Gabriel Chalita.

_________________________________________________

Audiência Pública sobre violência nas escolas

   Criação de equipe multidisciplinar e convênio entre Estado e prefeituras são umas das propostas. Saiba mais!

 _________________________________________________

Comissão vai ao Palácio dos Bandeirantes exigir o cumprimento
da lei 10.860, que acaba com a indústria do ensino na saúde

   A audiência pública realizada dia 17 de junho na Assembléia Legislativa debateu a regulamentação da lei que estabelece requisitos para criação, autorização de funcionamento, avaliação e reconhecimento dos cursos de graduação na área da saúde das instituições públicas e privadas de educação superior do Estado de São Paulo. A proliferação de faculdades da área da saúde e o rebaixamento da qualidade do ensino foram preocupações difundidas no evento. Uma comissão irá exigir do governador o cumprimento da lei. Leia Mais

 

 

Clique aqui e pesquise mais sobre educação

 


 

Previsão do Tempo

Untitled Document

Praça dos Três Poderes - Câmara dos Deputados - Gabinete: 574 - Anexo: III - CEP: 70160-900 - Brasília - DF - Tel: (61) 3215-5574 Fax (61) 3215-2574 - E-mail: dep.vanderleisiraque@camara.leg.br - Conselho Político: Rua General Glicério, 276 - Centro - Sala 1 - Santo André - Cep: 09015-190 - Tel: (11) 4427-6588 - Email: siraque@siraque.com.br